sábado, 24 de outubro de 2009

O debate perdido.

Atenção: Esse texto é uma ficção. Qualquer semelhança é mera coincidência...




- Alô.
- Alô, por favor a Fulana?
- É ela.
- Ela quem?
- Fulana.
- É, então, eu queria falar com ela, pode ser?
- Então fala.
- Desculpe, mas é só com a Fulana.
- Olha, aqui quem fala É a Fulana, entendeu?
- Ah, sim... Oi Fulana...
- Oi, Beltrana, diga.
- Você vai amanhã?
- Vou.
- Então tá bom. Beijos.
- Calma aí você só ligou pra falar isso?
- Ah tem outra coisa: Dinheiro traz felicidade?
- Quê?
- DINHEIRO TRAZ FELICIDADE?
- Eu não estou surda. Por que a pergunta do nada?
- Do nada não. Do dinheiro.
- Olha, eu não sei... Acho que não...
- Mas e se você estivesse com fome ou sem saúde?
- Ai é uma necessidade básica.
- Não é nada. Outro dia eu fui no hospital público e não tinha todos os remédios necessários... então não é básico.
- Han? Olha tô falando que saúde no geral é básico pra sobreviver. Que nem a comida.
- Mas pra isso tem que ter dinheiro, né?
- Nesse mundo capitalista sim, mas quem sabe se uma pessoa de um país socialista não é feliz?
- Claro que não! A África é um país socialista e ta todo mundo com fome lá!
- OI!?! Olha melhor esquecer tudo isso então.
- Eu vou pesquisar sobre isso... Se é socialista ou capitalista eu não sei... só sei que estão com fome...
- Tá bem, aproveita e pesquisa a diferença entre socialismo e comunismo, porque também tem diferença.
- Você tá fazendo mal criação? Você adora dar umas respostas típicas de adolescente que vai pra fase adulta. Não sabe perder.
- Mal criação? Olha você não entendeu nada... Tá bem, OK!
- OK, o que?
- Ok, o dinheiro traz toda felicidade do mundo.
- AHAA! Sabia que você ia concordar! Então é isso, beijão.
- Tchau.
- Ah! Outra coisa.
- OH, céus. o quê?
- Você perdeu o nosso debate.
- Qual era seu objetivo?
- Tem como você me emprestar um dinheiro?
- Pra quê?
- Pra salvar a África...